Domingo, Outubro 24

MUNICÍPIOS RECEBEM AUXÍLIO PARA COMBATE À SECA

A segunda-feira (13/08) foi movimentada na sede da AMVAGRA – Associação dos Municípios dos Vales do Rio do Antônio e Rio Gavião, mesmo local do Escritório Regional do CIVALERG – Consórcio Intermunicipal do Vale do Rio Gavião, em Vitória da Conquista, o local serviu de base para a Coordenação da Defesa Civil da Bahia receber prefeitos e prefeitas de vários municípios do sudoeste baiano. Na oportunidade foram assinados convênios com a Defesa Civil do Estado da Bahia, para liberação de recursos emergências para combate à seca, através da contratação de carros-pipa, nos referidos municípios. As articulações começaram após a suspensão da “Operação-Pipa”, coordenada pelo exército, em cerca de trinta municípios, no mês de junho.

Preocupado com a situação dos municípios da região, o Presidente do CIVALERG e da AMVAGRA – Márcio Ferraz, prefeito de Tremedal, em reunião realizada no município de Belo Campo, no dia 15 de junho de 2018, solicitou apoio da SUDEC – Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia, através do seu Diretor-Superintendente – Paulo Sérgio Menezes Luz, que participou do evento, juntamente com diversos prefeitos.

 

Angustiado com a situação, o Presidente Márcio Ferraz, ao lado do Superintendente Paulo Luz, do Presidente da UPB – Eures Ribeiro, do Presidente da AMIRS/CISUDOETE – Leandro Mascarenhas e uma comitiva de prefeitos, esteve em Brasília para uma audiência com o Ministro da Integração e o Alto Comando do Exército. Ficou definido que a operação, comandada pelo Exército, só será retomada em outubro, o que não resolve a situação de emergência, vivenciada por milhares de pessoas que sofrem com mais uma grave seca. Assim, as articulações do Presidente, com apoio de todos os prefeitos do CIVALERG, se voltaram para a SUDEC, que atendeu o pleito emergencial, liberando, inicialmente, R$ 60.000,00 (sessenta mil reais) para cada município. Caso a demanda do município seja comprovadamente maior, ou caso a “operação-pipa” não seja retomada em outubro, haverá um novo auxílio financeiro para apoiar os municípios no combate a esta grave situação.

Segundo Paulo Luz, a situação pode se agravar ainda mais, pois diversos reservatórios da região estão em alerta máximo, por conta do baixo volume de água represado, como exemplo, as barragens de: Condeúba (2%), Caculé (20%) e Anagé (30%), as três barragens são responsáveis pelo abastecimento dediversos municípios. Ainda segundo o superintendente, a previsão é de uma grande redução no volume das chuvas de final de ano, por conta do fenômeno climático “El-nino”, o que causa ainda mais preocupação a todos e amplia o nível de alerta. O superintendente enalteceu a luta das Entidades envolvidas e do comprometimento de todos os prefeitos na luta para tentar amenizar essa grave crise hídrica, com destaque ao Presidente do CIVALERG/AMVAGRA. Para Márcio Ferraz, o comprometimento de todos os prefeitos(as) consorsiados e o empenho do Superintentente Paulo, foram fundamentais para o sucesso do pleito. Márcio salientou que é preciso buscar investimentos para soluções definitivas para convivência com a seca. Temos uma região extremamente seca e muito extensa, é necessário buscarmos soluções de enfrentamento da seca e não apenas paleativos, todos os anos. Disse. Participaram do encontro os prefeitos e prefeitas de: Anagé, Aracatu, Belo Campo, Boa Nova, Bom Jesus da Serra, Cândido Sales, Caraíbas, Condeúba, Cordeiros, Guajeru, Licínio de Almeida, Macaúbas, Maetinga, Mirante, Mortugaba, Piripá, Planalto, Poções, Presidente Jânio Quadros, Riacho de Santana e Sebastião Laranjeiras, além dos representantes dos municípios de: Candiba, Encruzilhada, Iuiu, Lagoa Real, Malhada, Urandi e Tremedal. O encontro de trabalho, cntou ainda com a participação da equipe da Defesa Cívil da Bahia e foi coordenado pelos Secretários Ednaldo Viana e Roberto Hebert Meira, da AMVAGRA e CIVALERG.

 

//

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *